Páginas

sábado, 28 de maio de 2011

Fênix

Tudo era motivo de vim e escrever,
mas perdi o habito de escrever em cadernos,
briguei com meu passado
E agora quero liberdade.
Sorrio, abro mão:
"deixa-me voar sou um pequeno pássaro "
Me levando, caminho e uma energia corre no meu corpo.
Morri pra muitos
mas renasci por mim mesma
E nada mais!


Paz e Morangos

15 comentários:

  1. Obrigada pelo comentário no meu blog, adorei o seu blog. :)

    ResponderExcluir
  2. perfeito.
    a pessoa mais importnate para vc!


    =)

    ResponderExcluir
  3. A pessoa mais importante da nossa vida sempre será nós mesmos. É preciso saber o momento que é preciso lutar pelo o que nós queremos. Em primeiro lugar, é preciso estarmos felizes para depois fazermos um alguém feliz. Pensar um pouco em si mesmo talvez não seja tão egoísmo assim. Um grande beijo

    ResponderExcluir
  4. E é isso mesmo, a gente renasce sempre por nós mesmos !!

    ResponderExcluir
  5. e as vezes me pergunto quantas vezes temos que "morrer" pra entender a vida? :)

    ResponderExcluir
  6. a liberdade é o bem maior que podemos ter!

    ResponderExcluir
  7. "Morri pra muitos, mas renasci por mim mesma." Amei o poema, ficou maravilhoso, mas essa frase conseguiu reunir todo aquele sentimento de felicidade e de motivação para um novo começo, adorei!

    ResponderExcluir
  8. Cecilia, gosto das duas sinceridades doces.


    Um grande abraço, e lhe espero lendo e comentando sobre o meu ultimo texto. ;*
    http://iandeee.blogspot.com/2011/06/cachaca.html

    ResponderExcluir
  9. Perdi o costume de usar os cadernos também, a tecnologia veio meio que acabar com isso. É cansativo , mais rápido é teclar, e quando os pensamentos brotam eles não dão tempo para sermos eternizados, vem e pimba se vão, se não agarrados e escritos.
    Larguei os cadernos, larguei a caneta, larguei essa mania de escrever por escrever, agr escrevo a sinceridade que sinto, me sinto melhor assim.

    Beijo ceci!
    Se cuida!

    ResponderExcluir
  10. Adorei o texto, acho que tenho que brigar com o meu passado tb rsrs'

    bjus =*

    ResponderExcluir
  11. Esse final me lembra de uma frase que não é da Clarice, nem do Machado, nem do Caio, nem de nenhum outro escritor fantástico, mas minha mesma: "Deixo-te para encontrar-me" e simplesmente precisamos fazer isso mesmo, de vez em quando.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  12. Muito bom mesmo!
    Visite o meu tbm !
    http://cantinhodagiigirimum.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  13. isso é o mais importante: renascer para si mesma, os outros que se danem :P

    adorei :*

    ResponderExcluir
  14. Ando precisando renacer pra mim mesma, acho que esse é o ponto inicial!
    Tá complicado.
    MAs melhora como sempre.
    E sempre que venho aqui saiu com um mega sorriso e cheia de paz e morangos! haha

    ResponderExcluir

Pena de urubu, pena de galinha, deixe seu comentário depois de dar uma lidinha (sim, eu sou boba!)